Shortbus: Bem mais do que o filme gay do ano

Difícil falar de Shortbus sem cair em lugares comuns. Dizer que o filme está no limiar da pornografia é um deles. Tanto que o site IMDb – a bíblia do cinema – chegou a excluí-lo de sua relação há dois anos atrás. Hoje, o filme já se encontra relacionado lá novamente.

O longa de John Cameron Mitchell pode ser tudo, menos convencional. Mitchell dirigiu apenas um filme antes deste, Hedwig and the Angry Inch (2001), um musical sobre um cantor de rock transsexual que rendeu uma das melhores trilhas do ano e alguns dos momentos mais sensíveis também.

Havia visto Shortbus na Mostra Internacional em 2006. Agora, prestes a estrear no circuito, o revi e o encanto permanece o mesmo. A primeira cena do filme localiza os personagens, através de uma maquete, em Nova York, e já deixa claro: os pudicos podem se levantar e ir embora, pois quem ficar irá embarcar numa viagem onde o sexo perpassa as relações, mas não as define. Os personagens que se cruzam estão em um ponto decisivo de suas vidas.

É num lugar chamado Shortbus – em que todas as fantasias são permitidas – que conheceremos melhor os namorados James e Jamie que, após cinco anos de relacionamento, estão em busca de um terceiro, para aplacar a dor que um deles sente; Severin, uma dominatrix que almeja muito mais do que chicotes e paddles em sua vida e Sofia, uma terapeuta sexual que ajuda os pacientes, mas não consegue se ajudar, já que nunca teve um orgasmo. É com ela e um ovo vibratório, inclusive, a cena mais hilariante do filme.

Com uma ousadia que só Pasolini se permitia e uma tristeza tão intrínseca nos personagens que lembra Fassbinder, John Cameron Mitchell merece uma carreira mais prolífica. Muito mais que um filme gay ou pornográfico, Shortbus fala de pessoas de uma maneira divertida e tocante – e sexual também. rs. Deixemos que o próprio John Cameron discorra mais sobre ele:

Cotação (de 0 a 5): 4,5 – Iguaria fina

Anúncios

Uma resposta to “Shortbus: Bem mais do que o filme gay do ano”

  1. Sempre ouço falar deste filme, mas nunca o vi por aí. Vai finalmente estrear, é isto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: