Arquivo para Lykke Li

Os Melhores do Ano na Música

Posted in Buffet variado with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on dezembro 30, 2008 by claesen

 

Apesar de estar um pouco distante do Digestão nos últimos meses, em boa parte de 2008 falamos bastante de música por aqui. Novos vídeos, novos álbuns, bandas do mainstream ou pouquíssimo conhecidas garimpadas pelo mundo afora. Pois bem, o post de hoje traz o que de melhor rolou na música neste ano na opinião deste blog.

MELHOR BANDA REVELAÇÃO

thelastshadowpuppets

Assumindo suas raízes pop ou resgatando elementos rock dos 70’s ou dos até 60’s, duas bandas britânicas, duas americanas (com metade brasileira) e uma norueguesa foram os destaques do ano:

1. The Last Shadow Puppets

2. Blondfire

3. The Ting Tings

4. The Micropops

5. MGMT

MELHOR CANTORA REVELAÇÃO

santogold

Num ano em que tantas britânicas despontaram (Adele, Estele, Leona Lewis), este Top 5 vai também do resgate dos 60’s a uma quase (eu disse quase) cópia perfeita dos 80’s.  Bastante cosmopolita, a lista traz uma americana, uma britânica, uma sueca, uma norueguesa e uma neozelandesa:

1. Santogold

2. Lykke Li

3. Duffy

4. Ida Maria

5. Ladyhawke

MELHOR VÍDEO

Se no ano passado tivemos o sensacional clipe do Justice e a alegria coreografada da Feist, em 2008 as idéias ficaram mais modestas.  No entanto, substituindo as câmeras por scanners e lasers na captação das imagens, é difícil não escolher Radiohead (que chega ao Brasil em março) como o vencedor na categoria. Uma brincadeira com tarjas pretas que recobrem um montão de gente pelada, uma maçã como centro do universo e a luta altamtente sexy entre dois garotos estão entre os escolhidos do ano (clique no título para ver o vídeo):

1. Radiohead, “House of Cards”

2. Santogold, “L.E.S. Artistes”

3. The BPA, “Toe Jam”

4. The Presets, “This Boy’s in Love”

5. Weezer, “Pork & Beans”

6. Yeasayer, “Wait for the Summer”

7. Keane, “Spiralling”

8. Ladytron, “Runaway”

9. Roisín Murphy, “Movie Star”

10. R.E.M., “Man-Sized Wreath”

MELHOR ÁLBUM

Em 2008, muita gente achou o hype em torno dos aussies Cut Cupy (da mesma terra do The Presets) um exagero, teve gente que não se dobrou ao MGMT, que passou pelo Brasil, assim como o neo-disco do Glass Candy. Os Ting Tings viraram mainstream num piscar de olhos, parando até em trilha de novela global. Outros não acharam os recentes trabalhos de Ladytron e Madonna à altura de sua discografia. Do cinema, um delicado filme, Once, ganhou Oscar de melhor canção e trouxe uma trilha irrepreensível. Falem o que quiserem, mas o álbum do Blondifre (banda composta por dois irmãos com ascendência brasileira) é uma coleção de pérolas pop, definidos lá fora como uma banda sexy e intoxicante. E ainda tem The Last Shadow Puppets, que reuniu os vocalistas do Arctic Monkeys, Alex Turner e The Rascals, Miles Kane e conseguiu ser tão boa (ou até mais) que as bandas originais. Segue o Top 10:

1. The Last Shadow Puppets, “The Age of Understatement” (acima)

2. Blondfire, “My Someday”

3. Ladytron, “Velocifero”

4. Glen Hansard & Marketa Irglová, Trilha Sonora do Filme “Once – Apenas uma Vez”

5. The Presets, “Apocalypto”

6. Cut Copy, In Ghost Colours

7. Glass Candy, B/E/A/T/B/O/X

8. The Ting Tings, “We Started Nothing”

9. Madonna, “Hard Candy”

10. MGMT, “Oracular Spectacular”

MELHOR CANÇÃO

Sem sombra de dúvida, a categoria mais difícil. Apesar de muitos críticos resmugarem de que não foi um ano de músicas que entrarão para a história, diversas canções marcaram o ano e, se elas tornar-se-ão inesquecíveis ou não, o tempo irá dizer (clique no título para conhecê-las):

1. The Last Shadow Puppets, The Age of Understatement

2. Glen Hansard & Markéta Irglová, Falling Slowly

3. MGMT, Time to Pretend

4. Glass Candy, Beatific

5. Hercules & Love Affair, Blind

6. The Last Shadow Puppets, Standing Next to Me

7. Blondfire, Pretty Young Thing

8. Miss Kittin, Grace

9. Blondfire, All in My Mind

10. The Ting Tings, Great DJ

BÔNUS

Completam a lista das melhores, numa espécie de Top 23:

Glass Candy, Candy Castle

MGMT, Electric Feel

Madonna, Heartbeat

Cut Copy, Lights and Music

Ladytron, Black Cat

Ladytron, Versus

Hot Chip, Ready for the Floor

M83, Kim & Jessie

The Ting Tings, That’s Not My Name

The Presets, This Boy’s in Love

Miss Kittin, Kittin Is High

Neon Neon, I Lust U

Femme Fatale, Berlin

BÔNUS BÔNUS

Integram uma espécie de Top 55:

Lykke Li, I’m Good I’m Gone

Black Ghosts, Someway Through This

Keane, Spiralling

The Last Shadow Puppets, Calm Like You

Santogold, L.E.S. Artistes

MGMT, Kids

The Micropops, Moonlight

Cajun Dance Party, Time Falls

Blondfire, My Someday

Glen Hansard & Markéta Irglová, If You Want Me

Michael Cera & Ellen Page, Anyone Else But You

Ida Maria, Queen of the World

Death Cab for Cutie, I Will Possess Your Heart

Blondfire, Oxygen

Empire of the Sun, Walking on a Dream

Cut Copy, Feel the Love

The Last Shadow Puppets, My Mistakes Were Made for You

Madonna, Candy Shop

Sam Sparro, Black and Gold

Cajun Dance Party, The Next Untouchable

Veto, Duck Husk and Be Still

Glen Hansard & Marketa Irglová, When Your Minds Made Up

CSS, Rat Is Dead

Glasvegas, Daddy’s Gone

Kymia Dawson, Tire Swing

The Raveonettes, Aly, Walk With Me

Duffy, Mercy

The Ting Tings, Shut Up and Let Me Go

Ladytron, Runaway

The Last Shadow Puppets, In My Room

Ladytron, Predict the Day

Au Revoir Simone, Fallen Snow

A terceira idade também se diverte!

Posted in Al dente with tags , on abril 18, 2008 by claesen

Sim, já falamos de Lykke Li aqui.
Sim, este vídeo está em vários sites hoje.
Sim, já andam me cobrando por falar só de novidades e não dar atenção às bandas antigas (não é, Thiago Behrndt??)

Mas impossível não postar o novo vídeo desta sueca bacana que dá de dez na francesa Yelle, a favorita dos moderninhos. A canção se chama I’m Good, I’m Gone.

E é isso mesmo, Lykke Li. Bota essa velharada para se mexer porque esse povo é muito sedentário e só que saber de fila de farmácia e bingo na igreja!

Sugestão da casa: Novidades à escandinava

Posted in Sugestão da casa with tags , , , on março 24, 2008 by claesen

Depois de Ida Maria passar pelo Digestão há 10 dias, a Escandinávia volta ao blog.

A Suécia já reinou muito nas paradas com bandas como ABBA, Roxette e Ace of Base. Todas devidamente embalsamadas e postas à exposição pública em rádios como a Alpha-música-de-elevador-FM, horários da madrugada de rádios cafonas ou sessões tripudiando-o-ouvinte-enquanto-toco-velharias-dance como da 97 FM.

Em 2007, os suecos já voltaram aos playlists indie com o ótimo Peter, Bjorn and John e agora há mais novidades.

Já no terceiro álbum, os muleques do The Tough Alliance misturam estilos e às vezes lembram coisas bacanas como Junior Boys em First Class Riot.

Lykke Li, no entanto, acaba de lançar na Europa e EUA seu primeiro álbum, Youth Novels. Aos 22 anos, a loirinha sueca tem Bjorn Yttling, dos já mencionados Peter, Bjorn and John entre os produtores do seu cd de estréia. Às vezes soa um pouco electro, em outras aparece com uma balada sofisticada, mas é deliciosamente pop, como manda a tradição sueca.

Aqui, Little Bit, já famosa em sua terra natal em 2007 e agora repercutindo no resto do mundo:

E se a Dinamarca não tem bandas famosas, seu ingresso no mundo musical fica por conta do segundo maior festival de música pop europeu – Festival de Roskilde, que chega a reunir mais de 100 mil pessoas e neste ano acontece de 03 a 06 de julho e contará com figurões como Radiohead, Neil Young e Chemical Brothers ao lado de Kings of Leon, M.I.A e Yeasayer, entre outros.

É de lá que vem The Fashion, que remete a The Rapture, mas também a Beastie Boys. Formada em 2003, a minha favorita deles é Like Knives, mas aqui coloco um vídeo mais elaborado e que está fazendo a fama da banda na MTV americana, Solo Impala:

E não dá pra falar de bandas dinarmaquesas sem citar a melhor delas: Raveonettes.

Lust Lust Lust, o seu quarto álbum, lançado no mês passado, é quase unânine em críticas excelentes em todas as revistas e sites de música. Com guitarras distorcidas e muitos ruídos, as letras de Sune Rose Wagner casam muito bem com a voz da loira Sharin Foo.

Este não é o vídeo oficial (afinal, essa canção não foi lançada como single – pelo menos até agora), mas Aly, Walk With Me é bonita demais para ser ignorada: